Súmulas Executivas

Súmulas Executivas

As súmulas executivas fazem parte de um projeto da Plataforma de Conhecimento do Programa Mais Médicos para fortalecer a relação entre conhecimento e gestão, buscando despertar a atenção dos gestores e do público interessado sobre aspectos do Programa MM que podem fazer a diferença na melhoria dos serviços de saúde como parte do fortalecimento do SUS e na saúde da população.

Para a elaboração das súmulas foram convocados os pesquisadores da Rede de Pesquisas em Atenção Primaria a Saúde da ABRASCO, os quais fazem a análise dos resultados de artigos oriundos de estudos e pesquisas, selecionados por temas específicos. 

Os temas previstos para 2017 e os respectivos pesquisadores que responderam a convocatória foram:

Atração e fixação dos médicos e PMM, Allan Claudius Queiroz Barbosa    
PMM e a criação de vínculos, Marcia Regina Cubas 
PMM e suas contribuições para a saúde indígena, Magda Almeida
PMM e Internações sensíveis a APS, Fulvio B. Nedel
PMM e a formação médica, Elaine Thumé
 
Acesse o conteúdo das Sumulas Executivas do PMM, uma parceria da OPAS/OMS Brasil e Rede de Pesquisas em APS da ABRASCO
 
1. Atração e fixação dos médicos e PMM
Allan Claudius Queiroz Barbosa, Juliana Goulart Nascimento Soares, Thiago Augusto Hernandes Rocha
 
A presente súmula visa oferecer aos gestores evidências sobre atração e fixação dos médicos na atenção primária à saúde no Brasil na perspectiva do Programa Mais Médicos (PMM). Trata-se de material para subsidio de eventuais decisões no âmbito de políticas públicas de provimento profissional. A atração e a fixação são grandes dificultadores dada a grande rotatividade dos profissionais envolvidos, principalmente os médicos. Utilizando-se de evidências trazidas pela análise de georreferenciamento com dados entre 2008 a 2015, é possível identificar as regiões que apresentam maior dificuldade para reter profissionais e também visualizar os principais resultados deste período alcançados pelo PMM quanto a este tema.
 
2. Programa Mais Médicos e suas contribuições para o fortalecimento da Atenção Primária à Saúde no SUS: criação de vínculos com a comunidade e fortalecimento da equipe de saúde
Marcia Regina Cubas
 
Esta súmula tem como objetivo proporcionar aos gestores evidências sobre a relação entre a presença de médicos do Programa Mais Médicos (PMM) e a criação de vínculo com a comunidade e entre a atuação dos mesmos e o fortalecimento da equipe de saúde, em especial, as da Estratégia Saúde da Família (ESF). O texto aqui apresentado é um auxílio às necessidades do gestor de tomar decisão informada com base nos resultados efetivos para a prática, além de constituir-se em uma forma de contribuir para a transparência e a prestação de contas à cidadania.
 
3. PMM e suas contribuições para a saúde indígena: evidências de pesquisa
Magda Moura de Almeida, Geísa Costa Oliveira de Medeiros Santana e Rafaela Barros de Sousa
 
Esta súmula tem como objetivo apresentar uma síntese de experiências, resultados e apontamentos obtidos de fontes bibliográficas que versam sobre a inserção do Programa Mais Médicos na atenção à saúde da população indígena, visando fornecer substrato teórico aos gestores para a avaliação dos êxitos e dificuldades, desvelando os desafios futuros para a implantação de um sistema de saúde equânime e integral para os povos indígenas.
 
4. O Programa Mais Médicos e internações evitáveis pela Atenção Primária
Fúlvio B. Nedel, Claunara Schilling Mendonça, Maria Cristina Calvo
 
O objetivo desta súmula é sintetizar as conclusões de estudos realizados até o momento sobre o impacto do Programa Mais Médicos (PMM) nas hospitalizações por Condições Sensíveis à Atenção Primária (CSAP), oferecendo material abrangente e com a precisão necessária ao debate informado para a gestão em saúde.
 
5. PMM e a formação médica
Elaine Thumé – Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva, Universidade Federal de Pelotas
 
Esta súmula aborda a temática da formação médica ocorrida com a implantação do PMM no Brasil. Apoiada na leitura de publicações em periódicos nacionais, dissertações e teses publicadas, no período de 2014 a 2017, tem o propósito de dar visibilidade aos achados e apoiar os gestores na tomada de decisão.