Últimas Notícias do Programa Mais Médicos

hpv vacina braco29 de novembro de 2019 – Um estudo sobre pacientes que relataram sintomas físicos e neurológicos atribuídos por famílias e profissionais da área da saúde à vacina contra o HPV (papilomavírus humano) foi apresentado nesta quinta-feira (28) ao Governo do Estado do Acre. As conclusões da pesquisa, feita pela Universidade de São Paulo (USP) a pedido do Ministério da Saúde do Brasil, comprovaram mais uma vez a segurança e a eficácia dessa vacina. A apresentação contou com a presença do Ministério Público e da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

hiv testing who29 de novembro de 2019 – A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou novas recomendações para ajudar os países a alcançarem as 8,1 milhões de pessoas que vivem com HIV mas ainda não foram diagnosticadas – e que, portanto, não têm acesso a um tratamento essencial, capaz de salvar vidas. “A face da epidemia de HIV mudou dramaticamente na última década”, afirmou Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

expoepi 2dez20193 de dezembro de 2019 – O Ministério da Saúde do Brasil, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) iniciaram nesta segunda-feira (2) um workshop para discutir o uso de tecnologias inovadoras e o papel das redes de laboratórios no apoio ao controle de epidemias e eliminação de doenças.

godata3 de dezembro de 2019 – A Rede Global de Alerta e Resposta a Surtos (GOARN), uma parceria técnica internacional coordenada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), realizou nesta terça-feira (3) em Brasília, Brasil, uma rápida sessão de treinamento para especialistas em saúde pública no uso da Go.Data, uma ferramenta recentemente desenvolvida para controle de epidemias.

expoepi 4dez2019 jarbas barbosa4 de dezembro de 2019 – O vice-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Jarbas Barbosa, apresentou nesta quarta-feira (4), na cidade de Brasília, Brasil, os desafios para alcançar as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nas Américas. Segundo ele, é fundamental reduzir não apenas os indicadores de saúde, mas também as iniquidades e eliminar as barreiras de acesso – sejam elas culturais, econômicas, sociais, geográficas, institucionais ou de qualquer outro tipo.

Páginas