Estudos de caso

Estudo de caso
O PMM em Pernambuco: experiências de APS dos municípios de Águas Belas, Ouricuri e Vitória de Santo Antão
Analisa aspectos operativos dos profissionais do PMM para produzir melhores resultados em saúde para a população dos municípios, sob a ótica de uma equipe de pesquisadores em saúde da Universidade Federal de Pernambuco. Ressalta as diferenças socioeconômicas e demográficas entre as localidades.
Atenção Básica à Saúde com o PMM em Minas Gerais – Um estudo de casos múltiplos
A publicação traz os resultados de um estudo de caso múltiplo realizado em quatro municípios mineiros (Belo Horizonte, Barão de Cocais, Conceição das Alagoas e Juatuba). O estudo buscou observar mudanças no processo de trabalho assistencial da equipe e da UBS; nos processos de gestão da equipe; e melhorias de vínculo e acesso.
Atenção à Saúde em municípios de pequeno porte do Maranhão – Efeitos do PMM
A partir das prioridades de saúde estabelecidas pelo governo do Maranhão, a equipe de pesquisa do estudo de caso percorreu cinco municípios de pequeno porte em duas mesorregiões vizinhas, com o objetivo de retratar as boas práticas e lições aprendidas com a implementação do PMM na APS.
PMM no Rio Grande do Norte: caminhos percorridos, produções e criações de conhecimento no Semiárido Potiguar
Analisou a realidade da assistência em saúde dos municípios de pequeno porte com baixo IDH e exclusividade de atuação de médicos do PMM, alcançando elevada cobertura. Mostra resultados do PMM em população majoritariamente rurais, onde a fixação de médicos torna-se mais difícil. Os pesquisadores analisaram indicadores quantitativos e qualitativos para caracterizar o PMM como o elemento central da reformulação do processo de trabalho das equipes do PSF e do fortalecimento da APS.
Implementação do PMM em Curitiba. Experiências inovadoras e lições apendidas
Mostra como o PMM conseguiu melhorar o acesso da população de baixa renda do município, em áreas em que as SMS não conseguiam alocar e fixar médicos. Mostra como a presença de médicos nas UBS melhora o acesso e a equidade. Demostra a importância da competência dos médicos para trabalhar na APS, dada sua formação em saúde da família e experiência de trabalho. A atitude desses médicos em prol de uma relação horizontal com outros membros da equipe de saúde e um tratamento médico mais próximo aos usuários.
PMM no Município do Rio de Janeiro: Mais Acesso, Equidade e Resolutividade na APS
Demonstra o impacto da inserção de médicos com formação especifica em APS, com habilidades e práticas voltadas para o trabalho em equipe e para um modelo de atenção focado na saúde da família e da comunidade. Descreve os aspectos mais importantes da melhoria da qualidade e do acesso à APS em ambientes de alta vulnerabilidade social em que vive parte da população do município do Rio de Janeiro.